segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Quantas Serão...




Poema escrito por Conceição Bernardino e lido por Vóny Ferreira


"QUANTAS SERÃO..."

Uma criança de olhar rasgado

impetuosa, de maus tratos

afagados de lonjura,

sequiosa de mil carinhos

brinca com a fome

nos vales da miséria,

num infantário descampado

de doença e tortura.



Já se escondem entre a morte

e o cheiro nauseabundo

de um mundo que se faz de cego

a tantos campos de concentração,

onde as crianças permanecem

sem qualquer sonho,

sem qualquer ilusão,

à espera de um tempo que não passa,

onde o sol brilha

sem qualquer graça

E a incógnita fica:



Amanhã quantas serão?

3 comentários:

  1. Lindo e profundo o poema.
    Certas coisas não devem ser comentadas e sim apreciadas.

    Adorei

    Beijoss

    ResponderEliminar
  2. Um vídeo para ser divulgado.
    Beijos e bela semana.
    Cleo

    ResponderEliminar