terça-feira, 24 de março de 2009

DEUS DOS DEMÔNIOS


Você me tornou arisca
Não sou assim,
estou assim.
Eu era uma dama
Você me tornou endiabrada
De você não consigo me afastar
Mas junto me torno arredia
Não sei mais me
comportar com você
Sua ausência me mata
Sua presença me maltrata
Você é um ser demoníaco
que consegue deformar
a alma dos seus amores
Você adoça o coração
e azeda a vida
Você é o Deus dos
Demônios
.
Ferina*izil*

4 comentários:

  1. Nossa!
    Bem forte este poema,
    me lembra das mulheres apaixonadas =]

    Abraços.

    ResponderEliminar
  2. Que poema forte! Gostaria de ser intenso assim.Parabéns. Obrigado pela visita ,volte sempre.

    ResponderEliminar