quarta-feira, 19 de agosto de 2009





um dia todos se vão perguntar tal como eu. porquê?

mas não há respostas. a memória é autonoma. dá-se quando se quer, aparece quando tem vontade.

um dia todos nós dissemos, que me sirva de lição, isto ou aquilo... no entanto lá está a vida a pregar partidas, tudo se repete, numa outra situação mas movido pelas mesmas certezas, sofrido pelas mesmas dúvidas.

cheguei prtanto á conclusão que enquanto vivermos iremos nos deparar com situações idênticas.

e vamos ter a memória de sempre...

aquela memória que surge de repente e nos deixa de sorriso nos lábios ou de lágrima no olho.

portanto estamos muito longe de nos controlarmos, ou sermos donos do nosso pensamento. por isso mesmo há que tentar viver assim, cientes de que um dia a memória nem bate á porta, simplesmente entra....

e estou feliz com isso graças a Deus não nos conseguimos controlar!

ainda bem que temos instintos. ainda bem que amamos, choramos, rimos, temos saudades até do que não queriamos ter... não importa isto é a vida no seu melhor.

12 comentários:

  1. Belo poema sobre a introspecção,
    nas suas posturas e contradições,
    nas suas imagens, no jogo subtil
    que exige atenção para captar o essencial:
    "E é preciso tempo/a calma/de um momento/e qualquer vão espaço".
    Gostei imenso.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. A saudade é também alento de consolo.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  3. Ainda bem mesmo que às vezes não conseguimos segurar nossos instintos, pois perderíamos momentos únicos por essa limitação!!
    adorei seu texto.. bjo

    ResponderEliminar
  4. Que grande realismo. Mas temos nosos instintos, e certas acontecimentos fazem parte.
    O importante é conseguir superar.
    E seguir em frente

    Um abraço

    Andresa Araujo

    ResponderEliminar
  5. A saudade faz parte e pertence às memórias. Apreciei o testemunho.

    ResponderEliminar
  6. Oi amiga!
    Não há o que se preocupar sei o quanto
    essa vida é muito corrida e administrar
    tantas coisas tomam muito o tempo....
    mas é gratificante.
    Que bom que gostou da indicação fico feliz!
    E fica à vontade para ler o conversar sobre
    o que quiser!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  7. Não me queres dizer onde mora o teu sorriso
    Ausente do incontido abraço
    Ausente das palavras felizes
    Envolto em nuvem escura no espaço

    Não me queres dizer o rumo
    Que leva ao teu terno coração
    Não me queres abrir as portas
    Da cor vibrante da paixão?


    Bom fim de semana



    Doce beijo

    ResponderEliminar
  8. Há aqueles que procuram a felicidade desenvolvendo, por meditação, o desapego a tudo e a todos. Mas isso é não viver.
    Viver é sobretudo sofrer...

    ResponderEliminar
  9. Estive aqui novamente no Reflexão,é um bom lugar para visitar,apareça no Chá o teu comentário foi 1000 repete a dose ok?

    ResponderEliminar
  10. Obrigado pela visita e pelo carinho.

    A simplicidade é o que há de mais difícil no mundo: é o último resultado da experiência, a derradeira força do génio.

    um beijo

    ResponderEliminar
  11. Gostei muito do conteúdo de seu blog, você esta de parabéns.Gostaria de saber
    se existe interesse em torcar nossos links, se sim deixe seu recado em meu mural.
    Te espero por lá, ok?
    Felicidade! É inútil buscá-la em qualquer outro lugar que não seja
    no calor das relações humanas... Só um bom amigo pode levar-nos pela mão e nos libertar.
    Abraços forte

    ResponderEliminar